Não é associado? Associe-se
Recuperar minha senha

RECOMENDAÇÕES DA FBG

Autor: Federação Brasileira de Gastroenterologia | Publicado em: 26/06/2020


GASTROENTEROLOGISTAS  E COVID-19

 RECOMENDAÇÕES DA FBG

 

 A Federação Brasileira de Gastroenterologia-FBG vem acompanhando as frequentes alterações nas condições clínicas dos pacientes COVID-19 bem como as publicações mais recentes.  Tendo em vista a análise dessas informações que são a seguir apresentadas, são propostas aos gastroenterogistas sugestões/recomendações baseadas em evidência




Informações


1. Revisões sistemáticas e meta-análises demonstram que sintomas        digestivos e hepatopatia não são incomuns em pacientes com COVID-19.       Prevalência de sintomas gastrintestinais :

            - diarréia :  @ 2 - 33% ( média @ 8%)

            - Náuseas e vômitos : @ 8 %

            - dor abdominal : @ 4%

            - elevação de AST/ALT : @ 37% (média @ 15%).

 

2. Manifestação inicial

O sintoma inicial da infecção pode ser diarréia a qual é muitas vezes acompanhada de manifestações respiratórias altas.  Em determinados casos, entretanto, a diarréia pode preceder os outros sintomas e nesses casos COVID-19 pode apresentar sintomas gastrintestinais que antecedem os sintomas respiratórios. 

 

3. Monitoração dos pacientes com quadro gastrintestinal

Os gastroenterologistas devem ser informados pelos pacientes para a eventualidade de virem a apresentar febre, tosse, dispnéia e outras manifestações respiratórias após o início dos sintomas gastrintestinais. Nesses casos, deve ser considerado o teste para COVID-19. 

 

4. Anormalidades nas provas funcionais hepáticas devem abranger avaliação completa

Em cerca de  15% dos pacientes COVID-19 podem ser observadas anormalidades nos exames hepáticos.  Vale dizer que os dados até o momento indicam que tais anormalidades podem ser atribuíveis aos efeitos secundários de uma enfermidade grave, antes de que propriamente aos danos hepáticos primariamente mediados por virus.

 

Recomendações


1. Gastroenterologistas, endoscopistas e pessoal ligado aos mesmos devem permanecer vigilantes e revisar periodicamente os dispositivos de proteção pessoal, especialmente durante procedimentos endoscópicos.  Atenção especial para máscaras faciais que protegem contra a transmissão de gotículas. A OMS recomenda uso de máscara sob qualquer circunstância.

 

2.  Cuidados e atenção na remoção apropriada de tais dispositivos (luvas, gorros, propés, máscaras).

 

3. Antecedendo consultas e procedimentos, deve ser implementado um protocolo de perguntas sobre viagens, contatos, sintomas respiratórios, chegada ao consultório/ local de exames.  Casos suspeitos devem ser enviados para exames em clínicas voltadas para o problema pandêmico atual.

 

4. Pacientes com doença inflamatória intestinal, hepatite autoimune, transplante hepático ou outras condições que requerem a utilização de imunossupressores/imunobiológicos não devem interromper seu tratamento uma vez que o risco de progressão da doença ou complicações superam os riscos de contrair COVID-19.   Por outro lado, pacientes com doença inflamatória intestinal que desenvolvem infecção por COVID-19 devem suspender o uso de imunossupressores e imunobiológicos.


 

Referências


1) Sulthan S et al. AGA Institute Rapid Review of the GI and liver manifestations of COVID-19, meta-analysis of international data and recommendations for the consultative management of patients with COVID-19. Gastroenterology 2020 (web browser).

2) Mao Ren et al. Manifestations and prognosis of gastrointestinal and liver involvement in patients with COVID-19; a systematic review and meta-analysis. 

Lancet Gastroenterol Hepatol 2020;5:667. On line:https://doi.org/10.1016/S2468-1253)20)30126-6.

3) Pochapin MB et al. Recommendations COVID-19 for gastroenterologists. https://mailchi.mp/gi/acgrecommendations-re-covid-19-for-gastroenterologists?e=dbeba47cbc.

4) Zhang C et al. Liver injury in COVID-19: management and challenges. https://www.the lancet.com/pdfs/journals/langas/PIIS2468-1253(20)30057-1.pdf.

 

 

Diretoria de Comunicação - FBG

Joaquim Prado P Moraes-Filho


  • Veja outros conteúdos sobre o COVID-19 relacionado a gastroenterologia. Clique Aqui